terça-feira, 13 de setembro de 2016

CINCO MORTOS EM UM SÓ CORPO

“O suicida não é covarde, apenas não encontrou outro modo pra matar uma dor que o matava todos os dias.” (Sean Wilhelm)
Subiu para cinco, neste ano, o número de pastores que se suicidaram nos últimos dois anos no Brasil. Um desastre ministerial contemporâneo.
Esse indicador é triste e preocupante em vista de que nos EUA e Europa tal prática vem sendo costumeira infelizmente com moderada repercussão. 
O isolamento, a falta de Coleguismo, as traições ministeriais, o ufanismo religioso, as lutas e tormentos pessoais, a falta de confiança em cristãos, as cobranças, os problemas familiares e financeiros, o ritualismo religioso, o senso de juízo pessoal, as influências satânicas no ministério, os conflitos existenciais e teológicos, os pecados inconfessos, o medo do fracasso, a dificuldade com o sucesso, a obrigação de ser 'certinho', as angústias pessoais, coberturas espirituais escravizadoras e manipuladoras, a falta de mentores competentes e servos, a maledicência ministerial, superficialidades conceituais, vida mantida por chavões e jargões evangélicos, emoções de disfarces, rigidez eclesiástica, política denominacional, etc... têm sido elementos constituídos nesse comportamento que chegou às lides ministeriais de forma estrondosa.

Existem vários episódios bíblicos onde os personagens desejaram ou consumaram a própria morte por variados motivos. Depressão, fracasso na missão, isolamento, decepção espiritual, desobediência, enfermidade, desprezo sofrido, entre outros, há na Bíblia personagens famosos que recorreram a esse recurso final. Entre tantos, vemos Moisés, Jó, Saul, Davi, Jeremias, Judas e inclusive comunidades inteiras. Nem todos alcançaram o objetivo pelos equívocos de seus motivos ou por intervenções divinas.
Hoje em dia, do sucesso à solidão, passando pela incompreensão generalizada. Esses homens precisam de um Apóstolo Paulo que oriente um Bispo Timóteo em suas fraquezas e contradições com muito amo e carinho.
O Viver Sem Crer de Dietrich Bonhöffer, teólogo mártir do nazismo, captou esta experiência, aconselhando-nos a viver “como se Deus não existisse” (etsi Deus non daretur). Mas vivendo no amor, no serviço aos demais e no cultivo da solidariedade e do cuidado essencial. Pois esses são os valores sob os quais Deus se esconde. Quem os vive, mesmo sem o saber, está em Deus.
Muitos pastores sabem que não estão fazendo o que Jesus quer, mas o que as pessoas da igreja gostam para este tempo e os outros elogiam. Continuam fazendo seus rituais copiados sob pena de morte espiritual, moral, popular, familiar e física próprias.
'Sucesso a qualquer preço' é muito caro, mais cedo ou mais tarde. A conta sempre chega para ser paga. Muitas vezes silenciosa e mortal. Discutir o destino desses pastores suicidas é o mesmo que tampar o com a peneira. Despistar para o temático os aspectos existenciais mais profundos.
Não resolve. Somos um só Corpo em Cristo.
Cooptações de ovelhas e líderes tem sim um preço de longo prazo. Um peso sempre negado e nunca evitado. Nossa Seitzgeist infeliz.
Quando um morre, parte de nós morre também nessa hora, mas seu legado insepulto é uma voz que não cala.
Não adianta racionalizar.
Voltemos ao Evangelho de Mateus 5, 6 e 7 com humildade.
Quem irá nesse destino chamado Evangelho, ou seja, SER IGUAL A CRISTO. Não parece ser moda religiosa vigente. O negócio é prosperar e aparecer a qualquer preço. Preço de sangue. Então, todos mortos por um.
E a Bíblia diz:

"Lembre disto: nos últimos dias haverá tempos difíceis. Pois muitos serão egoístas, avarentos, orgulhosos, vaidosos, xingadores, ingratos, desobedientes aos seus pais e não terão respeito pela religião. Não terão amor pelos outros e serão duros, caluniadores, incapazes de se controlarem, violentos e inimigos do bem. Serão traidores, atrevidos e cheios de orgulho. Amarão mais os prazeres do que a Deus; parecerão ser seguidores da nossa religião, mas com as suas ações negarão o verdadeiro poder dela. Fique longe dessa gente! ( 2 Timóteo 3:1-5)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

QUE IGREJA É ESSA? I

QUE IGREJA É ESSA? II

PAPO FAMILIA

IN TV FAMILIA

PALAVRA PROFÉTICA II

PALAVRA PROFÉTICA III

PALAVRA PROFÉTICA VI

PALAVRA PROFÉTICA V

PALAVRA PROFÉTICA VII

FAMILIA DE DEUS

NUNCA PARE DE LUTAR

Loading...

IN - O SONHO

Loading...
Ocorreu um erro neste gadget

IN - Tunel do Tempo

Loading...

IN - ABORTO

Loading...

SOBRENATURAL

SOBRENATURAL

IN - AGRADECE A VOCÊ...

OLÁ, QUERIDO(A)! VOCÊ ESTEVE VISITANDO UM ESPAÇO MUITO BOM PARA VOCÊ CRESCER E AJUDAR MUITOS OUTROS A CRESCEREM NA FÉ, ESPERANÇA E AMOR. CRESCER EM GRAÇA E EMOCIONALMENTE. ESPAÇO DE EDIFICAÇÃO E SEM JULGAMENTOS. PAZ INTERIOR E HONRA. AQUI VOCÊ SEMPRE É BENVINDO. DIVULGUE ESTE MINISTÉRIO ENTRE FAMILIARES, IRMÃOS NA FÉ, PARENTES E AMIGOS. VOCÊ NOS ABENÇOARÁ COM ASSIM. SE DESEJAR NOS ABENÇOAR COM A MANUTENÇÃO DESSA OBRA DEDIQUE SUA OFERTA PARA "Primeira Igreja Batista de Açailândia - Banco do Brasil - Agência 1311-0, Conta Corrente: 33407-0. AMAMOS VOCÊS E ORAMOS POR SUA FAMÍLIA.
Isaías 58:12 Os teus filhos edificarão as antigas ruínas; levantarás os fundamentos de muitas gerações e serás chamado reparador de brechas e restaurador de veredas para que o país se torne habitável.
PAZ & BÊNÇÃO
"Tenho pedido a Deus que você vá bem em tudo e que esteja com boa saúde, assim como está bem espiritualmente." (3a. João,2)
SHALOM B’RACHOT (PAZ & BENÇÃO).

VISITE O MEU BLOG
:
http://ivonogueira.blogspot.com
Skype: ivonogueira789
WhatsApp: 5599981153797
FACEBOOK: Ivo Nogueira
MSN: ivopr@hotmail.com
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
http://www.institutofamiliafeliz.com
CNPJ: 07.349.593/0001-45
Fone: 99-35382192

FONE: (98) 981281008 - 996097155 / (99) 981153797(WhatsApp) - 991275683
------------------------------------------------------------

Conta Bancária
Caixa Econômica Federal
Agência: 1119
Op.: 001
Conta Corrente: 00026329-8
-------------------------------------------------------------
BANCO DO BRASIL
Agência: 5908-0
Conta Corrente: 34.339-0
CPF: 531.592.767.91
------------------------------------------------------------
Obrigado pela Cooperação